Desenvolvimento do Comportamento Alimentar Infantil

 

O hábito alimentar se forma na infância. É naturalmente orientado pelas preferências individuais da criança, determinado pela família (dependência) e por outras interações psicossociais e culturais.
É comum entre as crianças o medo de experimentar novos alimentos e sabores (neofobia alimentar) . Esta dificuldade é diminuída pela experiência de contato com o alimento, ou seja, aprendizagem é central neste processo. A estratégia utilizada pelos pais sobre “ o que e quanto comer “ tem papel predominante no desenvolvimento do comportamento alimentar infantil.
Estudos demonstram que não adianta conhecer o alimento visualmente ou pelo olfato, mas que a criança necessita prová – lo, mesmo que inicialmente em quantidade mínima. A aceitação de novo alimento ocorre somente após 12 a 15 provas do alimento e a exposição repetida reduz neofobia alimentar.
As experiências psicossociais envolvidas com o comer desde o nascimento proporcionam a aprendizagem inicial para as sensações primárias de fome, saciedade, percepção de sabores, texturas, assim como oferecer novos alimentos, socializar o ato de comer em ambientes agradáveis são preparatórios de etapas posteriores.

Nutricionista Gislaine de Anastácio CRN2 7726

E-mail: gislaine.ana@hotmail.com